• Há esperança?
    "Mas Deus prova o seu amor para connosco,
    em que Cristo morreu em nosso lugar,
    sendo nós ainda pecadores." - Romanos 5:8
    Qual é a tua?
  • Podes
    aparecer e
    juntar-te
    a nos
    Domingos 10h30 e 17h00
    Quintas Feiras 21h00

Bem-vindo ao nosso site

Este é o site da II Igreja Evangélica Baptista do Barreiro é uma comunidade cristã evangélica sediada na cidade do Barreiro, Setúbal, Portugal. O nosso objectivo é Glorificar a Deus, alcançando pessoas para Jesus, tornando-as pessoas maduras, envolvidas com a multiplicação de discípulos autênticos.


Cristo Ressuscitou

Abril 2018 Pr. Samuel Trancoso

Esta é a época em que os cristãos dos quatro cantos da terra celebram a ressurreição do nosso Senhor Jesus Cristo. É um dia especial. É dia de vitória. Os céus, a terra e o mundo inteiro se rejubilam, porque Cristo ressuscitou. A sua importância para nós está ligada aos seguintes factores:

1. A ressurreição e a nossa fé

Neste dia, temos a oportunidade de reconhecer as bênçãos oriundas de Deus para a nossa vida cristã. Isto porque a ressurreição é um facto que perdura por toda a eternidade. Ela dá total suporte à nossa fé. Como declara, pois, o apóstolo Paulo, “E, se Cristo não ressuscitou, é vã a vossa fé, e ainda permaneceis nos vossos pecados” (l Co 15.17).

2. A ressurreição nos leva-nos a pensar no próximo

Através da ressurreição, podemos chegar para quem não nos relacionamos bem e abraçar tal pessoa, da mesma forma como fazemos para com aqueles que consideramos nossos amigos. Esse é um dos frutos daqueles que crêem que Cristo ressuscitou. Ele tira as diferenças existentes entre os homens, submetendo todos ao seu poder e domínio.

/strong>

3. Ressurreição é também tempo de perdão

Nela aprendemos a perdoar àqueles que nos odeiam. Não é essa é a principal condição deixada por Jesus a nós? Ele diz: “se, porém, não perdoardes aos homens, tampouco vosso Pai perdoará vossas ofensas” (Mt 6.15). Perdoar traz libertação do pecado. Jesus ensina: “Àqueles a quem perdoardes os pecados são-lhes perdoados; e àqueles a quem os retiverdes são-lhes retidos” (João 20.23). Precisamos pedir ao Cristo ressurrecto que nos liberte do rancor, do ódio, da falta de perdão. Com a ressurreição somos livres para perdoar.

4. A ressurreição traz vida nova

Cristo, através da sua ressurreição, esmagou a morte, garantindo vida àqueles que estavam mortos nos seus pecados. O poder da sua ressurreição foi tal, que “os sepulcros se abriram e muitos corpos de santos que tinham dormido foram ressuscitados” (Mt 27.52). Ressurreição é tempo de reconhecer que a presença de Cristo traz vida para todo e qualquer ser humano. Basta que creiamos nele.

5. A ressurreição confirma a presença de Jesus no nosso meio

Essa era a dificuldade estampada no rosto daqueles discípulos do caminho de Emaús. Eles conversavam sobre o que acontecera com Jesus, mas ainda não haviam percebido que Ele vencera a morte. Só depois de notarem que era Ele mesmo que aparecera junto deles, disseram: “Fica connosco; porque é tarde, e já declinou o dia”. E, para a alegria deles, Jesus aceitou aquele convite (ver Lc 24.29). Que bom saber que Jesus está connosco hoje! Esta é a promessa do Cristo ressuscitado: “e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos” (Mt 28.20b).

Não sabe que filme ver, o que musica ouvir ou que livro ler?

Seguem as nossas sugestões deste mês para cinema, música e literatura

A Cruz e o Ministério Cristão

D. A. Carson

A cruz é realmente o centro do nosso ministério? Estamos envolvidos na proclamação da mensagem da cruz? Hoje é comum observarmos imagens da cruz adornando igrejas, oscilando em gargantilhas e resplandecendo em lapelas. No entanto, a imagem que é tão santificada entre o nosso povo, era grotesca e abominável para aqueles que viveram no século I. Era um símbolo de maldade, tortura e vergonha. É essa visão realista e aterrorizante da cruz que deve-nos chamar ao ministério cristão e nos impulsionar a compartilhar as boas-novas do triunfo de Cristo sobre a morte. Por meio da sua exposição de I Coríntios, D. A. Carson apresenta uma visão abrangente do que significa a morte de Cristo na pregação e no ministério direccionado ao povo de Deus. Ele aborda assuntos como o sectarismo, a liderança servil, o moldar os cristãos para viverem no mundo e a fonte do conhecimento, a fi m de ajudar os líderes cristãos a aprenderem princípios para uma adoração dinâmica e centrada na cruz.

Horários
  • Domingos
  • Escola Bíblica Dominical 10h30
  • Culto de Pregação 17h00
  • Quintas-Feiras
  • Estudo Bíblico e Oração 21h00
  • Sábados
  • Olímpicos (8-12 anos) 10h30
  • Clube Bíblico - Jovens 16h00
Últimos tweets
Contactos
  • Rua Teresa Borges 24A
  • 2830-106 Barreiro
  • Email: pastor@2ibb.com
II Igreja Evangélica Baptista do Barreiro

2017 Copyright ©2IBB