Quem Somos?

Somos uma comunidade cristã evangélica baptista sediada desde 1962 na cidade do Barreiro, Setúbal, Portugal.


O Nosso Propósito

Glorificar a Deus, alcançando pessoas para Jesus, tornando-as pessoas maduras, envolvidas com a multiplicação de discípulos autênticos.


A Nossa Visão

Uma igreja que glorifique a Deus, dinâmica e contextualizada, influente na nossa comunidade, alegre nos seus cultos, cujos os membros são transformados através do ensino bíblico, afáveis e autênticos em seus relacionamentos e servem de acordo com os seus dons, alcançando pessoas para Cristo, não só da nossa cidade, mas de povos não alcançados.


A Nossa Estratégia

Uma igreja que adora a Deus, com cultos alegres e dinâmicos, não só virada para Deus e para si, mas também virada para o mundo. Onde cada crente tenha um profundo conhecimento teórico e prático das Sagradas Escrituras. Uma igreja baseada em relacionamentos fortes, onde todos os crentes utilizando os seus dons espirituais e talentos nos diversos ministérios da igreja.


A Nossa História

A II Igreja Baptista do Barreiro teve inicio em 11 de Março de 1962 na Rua Dr. Manuel de Arriaga, embora ela já tivesse a ser formada nos lares onde a mensagem do Evangelho já estava a ser anunciada.

Um missionário, vindo dos Estados Unidos, vendo a necessidade espiritual do povo do Barreiro, começou a pregar o Evangelho na rua e em casas particulares no Alto Seixalinho e Bairro das Palmeiras.

Tornou-se evidente e indispensável a fundação da primeira igreja, ainda que numa casa muito modesta e pequena, para abranger uma área maior e também por sabermos que as pessoas mostravam certa relutância em entrar numa casa particular. Passado um ano, em 1963 o Senhor concedeu-nos a oportunidade de alugar uma loja maior na Rua da Guiné, para onde mudamos; e ali se formou oficialmente a igreja. Nesse mesmo ano, alguns meses após a fundação da igreja o Pastor Manuel Matthews teve de se ausentar para os Estados Unidos ficando o missionário Manuel Marques como seu substituto.

Cerca de 2 anos, ou pouco mais, o Pastor Manuel Marques teve de regressar aos Estados Unidos, deixando como pastor da igreja, isto em 1965, José Augusto Trancoso.

A igreja começou a crescer de tal modo que algumas pessoas já ficavam do lado de fora, outras vinham mais cedo para ficarem sentadas. Como seria de prever a igreja teve de mudar novamente para outras instalações; o que aconteceu, mais ou menos um ano depois, para a Rua Dr. Manuel Pacheco Nobre.

Os crentes enchiam a igreja e ninguém chegava tarde; todos queriam participar da reunião de oração antes do culto começar.

O irmão José Augusto Trancoso terminou o seu ministério na igreja em 1981, quando foi substituído pelo Pastor Victor Cruz, que pastoreou a igreja até 1996.

Agora, pela graça de Deus, temos instalações maiores, para que as diferentes classes da E.B.D. tenham o seu espaço. É uma bênção de Deus termos chegado até aqui. Dá-mos graças a Deus por todos os servos de Deus que Ele usou e continua a usar para a Sua glória, erguendo bem alto o nome de Cristo nesta cidade.


Pastores ao longo dos anos
1959 - 1967

Pr Manuel Matthews

Pr. Manuel Marques

1967 - 1981

Pr. José Augusto Trancoso e família

1981- 1996

Pr. Victor Cruz

1997 - Presente

Pr. Samuel e Beca Trancoso

O Pastor Samuel Trancoso e a sua esposa Paula Trancoso estão à frente da nossa igreja desde Janeiro de 1996. Tendo sido consagrado ao ministério pastoral no dia 25 de Maio de 1997. O Pastor Samuel estudou no Instituto Bíblico Palavra da Vida onde concluiu o curso de um ano. Em 1989 ingressou no Instituto Bíblico Português concluindo o curso de três anos. Em Outubro de 2007 completou o grau de mestrado em Teologia.


Graduação de Mestrado em Teologia em 13 de Outubro de 2007.


Culto de consagração no dia 25 de Maio de 1997


Declaração de Fé
(clicar no artigo a consultar)
Cremos em um só Deus, Criador dos céus e da terra, que subsiste eternamente em três pessoas: Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo, iguais em poder e glória (Êxodo 20:2-3; I Coríntios 8:6)
Cremos que a Bíblia é a Palavra de Deus, cujo registro foi verbalmente inspirado pelo Espírito Santo e, por isso, sem erros nos seus manuscritos originais; é absoluta na Sua autoridade, completa no que revela, final no que contém e determinativa no que ensina (II Timóteo 3:16-17; II Pedro 1:21).
Cremos que Jesus Cristo é Deus, tendo tomado sobre si a natureza humana, ao ser concebido pelo Espírito Santo, e nasceu da virgem Maria de um modo sobrenatural. Viveu na terra, entre os homens nunca tendo pecado; morreu na cruz em sacrifício substitutivo pelos pecados do mundo; ressuscitou dentre os mortos no mesmo corpo em que foi sepultado, e após quarenta dias subiu aos céus.(João 1:1,14, I Pedro 2:24; 3:18; Mateus 1:28-25; 28:6).
Cremos que o Espírito Santo possui todos os atributos de personalidade e divindade. É igual ao Pai e ao Filho em poder e natureza. Sua principal missão no mundo incrédulo é convencer do pecado, da justiça e do juízo, e produzir nos pecadores a Sua regeneração. Em relação aos crentes Ele habita neles para os iluminar, guiar e fortalecer para uma vida de testemunho e serviço, em santidade; é também Ele que distribui dons espirituais a todos os crentes, visando a edificação do corpo de Cristo. Por causa da natureza e propósito, os dons de sinais, eram provisórios, para uso da igreja primitiva para dar crédito à mensagem dos apóstolos. (João 14:16-17; Hebreus 9:14; Efésios 1:13-14).
Cremos que o homem foi criado à imagem de Deus, em perfeição e santidade, porém, voluntariamente transgrediu a proibição Divina e corrompeu-se em todas as suas faculdades. Em consequência da queda todos os homens são pecadores e todos se acham sob a condenação e a ruína eterna, a não ser que se reconciliem com Deus por meio de Cristo.(Génesis 1:27; 2:16-17; Romanos 3:23, 5:12-19; João 3:3).
Cremos que a salvação é pela graça de Deus, por meio da fé: todos aqueles que confessarem a Jesus como Senhor, crendo Nele como o seu único e suficiente salvador,são justificados com base na sua morte e ressurreição, regenerados pelo Espírito Santo e feitos filhos de Deus; têm a vida eterna e jamais perecerão. (Efésios 2:8-9; II Pedro 1:4; João 3:16; 10:28-29).
Cremos que a Igreja é um conjunto de crentes eleitos, baptizados no Espírito Santo em um corpo cuja o cabeça é Cristo e cujo propósito é a glória do Senhor. A sua missão no mundo é realizada através de congregações locais autónomas que, independentes do estado e cooperantes com outras da mesma fé e ordem, são responsáveis por fazer discípulos dentre as nações, transmitindo Cristo aos homens, evangelizando-os, baptizando-os por imersão, como testemunho convicto da sua fé, edificando-os, disciplinando-os e observando a Ceia do Senhor. Os dois oficiais da igreja local são: 1) Bispos ou pastores e 2) Diáconos cujas qualificações, direitos e deveres estão claramente definidos nas Escrituras.(Mateus 28:19-20; Actos 2:41-47; Efésios 1:3-6; I Timóteo 3).

Cremos que existem os seguintes seres espirituais:

A) Os Anjos- São seres espirituais e pessoais, criados por Deus, que executam a vontade de Deus e ministram o povo de Deus.(Salmo 103:20; 148:2,5; Hebreus 1:13-14).

B) Satanás- Existe um ser angélico, criado por Deus em perfeição, que posteriormente se corrompeu voluntariamente pelo pecado. É cheio de toda a malícia e subtileza e agora procura frustrar os propósitos de Deus e fazer cair os homens na tentação e no pecado. Foi vencido por Cristo na cruz do Calvário e caminha para o castigo eterno, o lago de fogo.(Isaías 14:4-20; Ezequiel 28:14-15; Hebreus 2:14; Apocalipse 20:10).

C) Os demónios- São seres espirituais criados por Deus em perfeição, que posteriormente se corromperam voluntariamente pelo pecado. A sua existência foi reconhecida por Jesus. A sua natureza é má e perversa. (Lucas 9:38-42; Mateus 8:28; 12:27-28; Marcos 5:4-5).

Cremos que Jesus Cristo voltará a este mundo outra vez e a sua vinda será pessoal, iminente, e em duas fases: A primeira nos ares para arrebatar a sua igreja e a segunda na companhia dos seus santos para estabelecer o seu Reino Milenar. Haverá uma ressurreição corporal e universal dos mortos: os justos para uma vida eterna na presença de Deus no céu, e os injustos para uma vida eterna de punição e sofrimento no inferno.(Actos 1:11; 15:16; João 5:28-29; 14:3; Mateus 25:46; I Coríntios 15: 22-23, I Tessalonicenses 4:16-17; II Tessalonicenses 1:7-9; Apocalipse 20:4).